Uma tarde

Eduardo Baqueiro

 

O sol da tarde iluminava seu corpo

bronzeado...

Uma vontade de tocar suas curvas

delicadas...

Passar a emoção que sentia

Esquecer de tudo e ser somente seu!

Desejava que o tempo parasse...

Que aquele momento pudesse se eternizar

Mas o tempo não parou e a tarde findou...

Eu guardo aquela tarde e você

dentro de meu peito!

Quando a saudade bate e quer doer

Eu relembro aquela tarde numa praia

onde só havia felicidade em nossos rostos,

e o amor era a única coisa que importava.

Então a saudade vai embora

Meu peito se enche de alegria

Volto à minha rotina, renovado

Com a esperança de um dia retornar

àquela praia com você

Numa linda tarde de verão...