Sorvete de morangos
Eduardo Baqueiro
 
 
 
Tem coisas que a gente não enjoa
Uma delas é sorvete de morangos
Uma fruta misteriosa e deliciosa
 
Gelada dentro de um sorvete
Uma tentação, não ha como recusar.
 
Mas tem algo melhor
que sorvete de morangos,
Que eu não enjôo também: você.
 
Nada é tão gostoso como você
Nem um sorvete de morangos...
 
Teu gosto é mais suave e tentador
Te lambuzar com sorvete de morangos
Deixar o sorvete derreter no calor
deste corpo que me seduz e embriaga
 
Uma combinação perigosa
e explosiva...
Minha língua sentindo o gosto
de teu corpo
misturado ao sorvete de morango
 
Meus olhos, atentos, te vigiarão
Cada gesto,
cada emoção ficara registrada
 
Ouvirei teu choro e sentirei teu tesão
Esperarei você implorar para
que a possua
 
Sem pressa quero domina-la
Possuir-te de corpo e alma
 
Fazer contigo uma viagem ao infinito
Desejo possui-la ate que nossos corpos
parem, exaustos e satisfeitos
 
Depois então quero encostar
minha cabeça em teu ombro
 
Não sei se conseguirei dormir
Talvez não consiga,
apenas descanse, contemplando
a beleza de teu corpo
 
E certamente desejarei outra vez você
começaremos tudo novamente
Quem sabe, talvez sacie esta fome
que tenho de você
 
Uma fome que não vem da paixão
Mas vem de minha alma
Que aumenta a cada dia
que estou com você
 
Uma fome que é como o desejo
que sinto por sorvete de morango
Por mais que eu prove
jamais enjôo.