Silêncio

Eduardo Baqueiro

 

Quando era jovem achava que tudo
deveria ser resolvido na hora,
Nem que para isto tivesse que usar
força bruta...
Deus deve ter se divertido muito comigo...
Dentro de minha ignorância me achava
um verdadeiro sábio...
Perdi minhas lutas por não saber
a hora de entrar e sair de cena...
Se sofri, fui o único culpado, um tolo...
Nas poucas coisas que aprendi na vida
foi que tudo tem seu tempo,
Cabe a nossa sabedoria dar espaço,
no tempo certo para que a semente cresça.
Hoje eu compreendo porque sofremos tanto!
Ignoramos os conselhos de nossos velhos...
Nossa ignorância cria uma armadura
em torno de nós.
O mundo passa a girar ao nosso redor...
Então começa um desastre atrás do outro
Nos revoltamos e sofremos..
Não encontramos a saída,
mesmo estando à nossa frente!
Somente o tempo curará as feridas,
Nos ensinará as lições que teimamos
em não assimilar,
até que um dia aprendemos.
Hoje eu aprendi o significado do silêncio...
Silenciar não é só se calar,
Silêncio é uma viagem para dentro
de si mesmo...
Dentro deste silêncio encontramos nossa
própria essência,
Dentro desta essência encontraremos
nossa consciência e as resposta
para nossas buscas...
Nossa consciência, nossa herança divina,
tem as respostas para nossas dúvidas.
Ao entrarmos neste caminho poderemos
vislumbrar nosso futuro,
O futuro mostrara a insignificância de
nossos problemas,
A vida passa a ter outro sentido,
nossa visão expandir-se-á ao infinito...
Neste momento deixamos nossos
instintos para trás.
Neste momento nasce um anjo...