Retalhos
Eduardo Baqueiro

Te amo infinitamente...
 
Estarei contigo até que
 
não mais ouça tuas juras de amor...
 
Mas um dia,
 
Dirás que não me amas mais,
 
Eu sei...
 
Mas digas apenas que não...
 
Não me venha com senão,
 
Ou talvez com então,
 
Não!
 
Não quero retalhos...
 
Quero tudo, o melhor...
 
Os retalhos; fique para você
 
Se não a tenho por completo.
 
Não quero tua amizade...
 
Não me queira mal...
 
Minha essência não vem do lodo,
 
Vem de dentro de mim
 
E, para mim, quero o melhor!
 
Retalhos...
 
Quem dera....
 
Quem deseja?
 
Eu não!
 
Obrigado!
 
Volto pela mesma porta...
 
Não guardo mágoas...
 
Nem ressentimentos...
 
Mais uma lição...
 
Mais uma desilusão...
 
Mais uma emoção...