PINTURA
Eduardo Baqueiro
 
Desenhei teu rosto na areia fina
Numa praia deserta...
Perdi horas e horas
Tentando fazer com que a figura
Interpretasse sua beleza,
Que cada traço, cada esboço
Lembrasse você
Mas, por mais que desejasse,
Não conseguia colocar ali
Tudo que desejava...
Queria que os traços do desenho 
Mostrassem o amor e a serenidade
Que carregas em teu peito...
Nos teus olhos, queria o brilho do carinho
que sentes por mim...
No cabelo, a carência de um dengo!
Em cada curva, queria ver
um sentimento que é só seu...
Mas quem dera fosse eu um artista
Para representar você numa obra!
Precisaria ter o dons dos grandes mestres
Mas, ai de mim!
Por mais que tentasse, jamais conseguiria!
Então, deixei o tempo passar,
Fiquei ali sonhando acordado com você
Até que uma onda veio e levou todo o trabalho,
Todo meu carinho por você...
Mas não importa
Tenho você sempre comigo no meu coração
Um lugar onde nada,
nem as ondas do mar alcançam
para roubar você de mim...