Primeiros passos

Eduardo Baqueiro

 

Quando era muito jovem gostava

de admirar você.

Ficava imaginando

se conseguiria ser como você.

Ouvia teus conselhos com muita atenção.

Me sentia privilegiado quando era o centro

de tuas atenções.

Gostava de suas brincadeiras brutas.

Mamãe não gostava, mas eu adorava.

Aprendia com você aquilo que precisava

para me afirmar na vida.

Quantas vezes uma palavra sua

era o suficiente

para tirar minhas dúvidas e meus vazios.

Talvez você nunca saiba:

mas somente sua presença era suficiente.

Apenas saber que você estava ali

pertinho de mim era suficiente.

Venci meus medos e minhas dúvidas,

apenas ouvindo suas brincadeiras.

Foi a fase mais gostosa de minha vida...

Meu mundo era tão seguro,

era tão somente meu.

Hoje minha realidade é diferente.

Aquele mundo que era meu

não existe mais.

Mas as alegrias, as lembranças,

as brincadeiras ficaram.

Todas elas moldaram minha personalidade.

Se hoje sou o que sou,

foi porque tive a felicidade de viver

um pedaço de minha vida com você.

E foi o melhor pedaço de minha vida,

foi sim...

E hoje,este pedaço, faz parte das minhas

melhores lembranças.

Obrigado meu pai.

Obrigado pelo carinho,

pelas horas dedicadas a mim,

pelas horas de preocupação,

pelos momentos de emoção,

pelas lições que ficaram gravadas

no coração.