Morre
Eduardo Baqueiro

 Morre todos os dias
Aquele que desiste de um grande amor,
Aquele que se entrega às lutas
do dia a dia...
Morre aquele que perdeu a fé no próximo...
Aquele que desistiu de lutar
porque achou que a vida é injusta
porque perdeu diversas vezes
e não viu as lições que as derrotas
trouxeram...
Morre aquele que achou que a juventude
fosse eterna e não aceitou a velhice
que lhe bateu à porta...
Morrem aqueles que se revoltaram
com as dificuldades
e não compreenderam que nenhum
aprendizado é fácil...
Morrem também aqueles que escolheram
o caminho mais fácil
e se perderam nos labirintos do vício:
Morrem de desamor, de paixão,
de saudades de uma vida que não tiveram,
por não terem coragem de lutar.
Deixaram a vida passar simplesmente
E hoje lamentam as oportunidades perdidas...
Mas aqueles que aproveitaram
as brechas que tiveram da vida
sabem que, apesar de tudo,
sempre vale à pena viver,
Que as dificuldades são os segredos
para a felicidade
Porque através delas aprendemos
e nos tornamos mais sensíveis

7f5