À minha Mãe
Eduardo Baqueiro
 
 
São tantas as homenagens 
 
que se fazem às mães,

são tantos os presentes...

Mas hoje eu gostaria de falar à minha mãe:
 
Você é uma pessoa tão especial em minha vida!

Gostaria, de alguma forma, dizer-lhe

tudo aquilo que sinto por você.
 
Minha vida não seria do jeito que é
 
se não tivesse você em meu caminho.

Não sei se foi minha a escolha,
 
ou foi Deus mesmo que escolheu,

mas precisava de um anjo
 
para me acompanhar durante a caminhada,

e Ele me deu você para ser minha amiga,
 
minha luz e meu descanso.
 
Às vezes queria lhe dizer coisas
 
que estão em meu coração,
 
mas não sei porque
 
essas coisas ficam na garganta
 
e não saem para seus ouvidos.
 
Mas escrevendo eu consigo, talvez,
 
dizer-lhe algumas destas coisas .
 
Sempre, na minha vida,
 
quando estava em dificuldades,

estava você do meu lado.
 
As dores e desilusões foram menores
 
e os tempos ruins passavam mais depressa.
 
Eu tenho em você,
 
minha querida mãe, uma amiga,

uma confidente e um apoio.
 
Eu sei que um dia você irá viajar
 
para não mais voltar,

mas gostaria que você soubesse
 
que dentre todos amigos que tenho,

você é o maior deles todos,
 
não pelo fato de ser minha mãe,

mas por ser uma pessoa especial
 
na vida de todos
 
que estão próximos de você.
 
Agradeço a Deus por permitir
 
que eu pudesse caminhar contigo nesta vida,
 
tornando-se minha luz, meu farol.

Hoje eu sei que fui e sou uma pessoa feliz,

pois tenho você sempre ao meu lado,
 
Me apoiando
 
e auxiliando nas minhas dificuldades.
 
Gostaria de dizer-lhe tantas coisas,
 
mas palavras são pobres

para interpretar meus sentimentos por você.

Mas vou resumir tudo
 
que está em meu peito dizendo:

Eu te amo
 
e obrigado minha querida Zilda!