Insanidade

Eduardo Baqueiro

 

Não sou dono do futuro
Mas sei como distorcê-lo
Sei como fazê-lo vir até a mim
Aprendi observando...
Sou um aprendiz de feiticeiro
E meus mestres sabem
que sei muita coisa
Que aprendi a esperar
E, na minha espera tiro vantagens
Espero, aprendo e recebo
E você é meu maior desafio
Como possuí-la sem tê-la ao meu lado?
Como te fazer minha sem que você
tenha minha presença?
Como ser mais em teu coração
do que aquele que te toca,
que te cheira e te ama...
Eu sei como
e o faço com maestria...
E confesso, às vezes me surpreender
Por atingir teu coração tão profundo
Mas a recíproca é verdadeira
Eu atinjo você
Em resposta sou atingido
Com a mesma força
Com a mesma intensidade
Caio na mesma rede que você cai
Estamos juntos nesta  viagem
Sei que queres continuar
E eu não me atrevo a deixá-la
no meio do caminho.
Serei teu par pelo futuro afora
Assim é nosso desejo
Assim será...
Não me importo com o que pode
ou o que não pode.
Você é a minha parte mais louca
Mais insana...
Mas a parte que mais amo,
Que mais desejo
Que mais me desafia...
Queres vir comigo, meu amor?
Então me dê tua mão
Não sinta medo...
Eu a protejo
Eu a amo incondicional
e infinitamente...
Queres caminhar com este louco?
Então me dê tua mão
Esqueça os empecilhos
Entregue-se a mim
E simplesmente caminhe comigo
E seja feliz...
 

 


 

Loucura no tempo

Lara Cardoso

 

Dona do mundo me faço
e em crescente loucura
atrevo-me a sonhar com o futuro
entregando-me em abraços
deixando-o na tortura
presente e futuro no escuro

Trago de volta o passado
no momento em que o vi
tão meu, tão menino
o mantenho enlaçado
prendo o tempo aqui
nosso total desatino

Vejo o seu olhar trigueiro
tenho atados pés e mãos
totalmente perdida
entrego-me ao feiticeiro
dou-lhe  todo o coração
e até a vida

Sinto suas mãos em mim
um doce delírio
esqueço o tempo
para você eu vim
loucura ou martírio
fugir eu nem tento

O tempo está acabado
e eu amo, juro
nas palavras que digo
o presente ou o passado
já não tem futuro
o seu caminho eu sigo...