Insanidade 

Eduardo Baqueiro

 

 
      
     
Não sou dono do futuro
Mas sei como distorcê-lo
Sei como fazê-lo vir até a mim.
Aprendi observando...
Sou um aprendiz de feiticeiro
E meus mestres sabem
que sei muita coisa....
Que aprendi a esperar
 E, na minha espera, tiro vantagens
Espero, aprendo e recebo
E você é meu maior desafio!
Como possuí-la sem tê-la ao meu lado?
Como te fazer minha, sem que você
tenha minha presença?
Como ser mais em teu coração
do que aquele que te toca,
que te cheira e te ama...
Eu sei como
e o faço com maestria...
E confesso às vezes me surpreender,
Por atingir  tão profundo o teu coração...
Mas a recíproca é verdadeira.
Eu atinjo você,
Em resposta sou atingido
Com a mesma força,
Com a mesma intensidade,
Caio na mesma rede que você cai...
Estamos juntos nesta  viagem.
Sei que queres continuar
E eu não me atrevo a deixá-la
no meio do caminho.
Serei teu par pelo futuro afora...
Assim é nosso desejo
Assim será...
Não me importo com o que pode
ou o que não pode.
Você é a minha parte mais louca
Mais insana...
Mas a parte que mais amo,
Que mais desejo
Que mais me desafia...
Queres vir comigo, meu amor?
Então me dê tua mão
Não sinta medo...
Eu a protejo
Eu a amo incondicional
e infinitamente...
Queres caminhar com este louco?
Então me dê tua mão,
Esqueça os empecilhos,
Entregue-se a mim
E simplesmente caminhe comigo
E seja feliz...