GUERRA OU AMOR...

Eduardo Baqueiro

 

 

 Deus gosta de brincar com o homem

Mas em suas brincadeiras o homem

 sempre aprende

Às vezes vidas são ceifadas

E o homem não compreende

Então o homem se acha Deus

E que pode fazer qualquer coisa

Mas o homem ignora o próprio homem

Ignora também Deus

E ai ele brinca de não sei o que

E é ele quem paga por isso

E é ele quem perde, não há aprendizado...

O que ha são perdas irreparáveis.

O homem não aprendeu a ser homem

Tampouco aprenderá a ser Deus

O homem faz a guerra

E se desculpa perante o próprio homem

Mas se esquece da própria consciência

Ela o acompanhará pós túmulo

Homens enriquecem á custa da dor

Tornam-se mesquinhos á custa 

da ignorância

Tornam-se selvagem e se perdem 

no caminho

Tornam-se miseráveis, se tornam tolos ...

Já é hora de parar

Já é hora do homem aprender com 

o próprio homem

Já é hora de chorar as vidas perdidas

Já é hora de aprender com nossos

 próprios erros

Já é hora de amar

já é hora de perdoar.

 

O homem que sabe amar e perdoar

já é grande por si próprio.