Fogo

Eduardo Baqueiro

 

Amor, estou morrendo de saudades tuas

Veja como fico quando paro para pensar em você

Minha temperatura sobe,

a saudade dói em meu peito

Não sei o que tem em você que me deixa assim

tão doida

Talvez seja o modo como me trata,

Me maltrata quando quero,

me ama quando preciso

Ou talvez seja esta paixão que me incendeia

o corpo todo

Ai amor, não sei,

são tantas coisas que me liga a você

Este ciúme que não me deixe um instante sequer

O medo que tenho de perde-lo

Vem amor, vem esfriar este corpinho em brasa

Vem me deixar cansadinha

e tirar este tesão que me atina

Não quero mais nada

a não ser o toque de tuas mãos

em meu corpo

Quero me deliciar de teu prazer,

derreter ao contato de teu corpo

Vem meu homem,

mais uma vez explorar sua pequena

Use e lambuze deste meu corpinho

que somente a ti pertence

Mata esta saudade que tenho de você

Acalme minhas taras e me deixe quatro.

Vem meu menino vadio,

sussurra lindas palavras só para mim

E depois me deixe adormecer em teus braços

para nunca mais acordar deste sonho lindo...