Dono de mim...

Eduardo Baqueiro

 

Dentro de mim vivem duas pessoas...

Uma é tranqüila e serena

como as ondas do mar na calmaria,

Outra é agitada e selvagem como

a tempestade...

Ambas são fortes e dominadoras.

Uma domina pelo medo e desprezo,

Outra me acalenta e acaricia...

Uma me ama, a outra me tem ódio!

Ambas vivem dentro de mim...

Aquela que eu desejar dominará a outra

Até que a razão volte a dominar as duas...

Aquela que eu alimentar

Será o próximo dono de mim!

Assim somos todos nós...

Seres dominados por dois animais...

Um é selvagem e irracional

Não tem escrúpulo, nem paciência...

O outro é um anjo

Nos aguarda nos momentos de alento

para nos guiar e aconselhar...

Em mim os dois estão sempre em conflito...

Desejo sempre caminhar com um,

Mas o outro predomina

Um é um lobo que, às vezes, se veste de anjo

Sou frágil ao ouvir suas tentações

Sempre caminho pelos caminhos mais fáceis

Ignoro as lições que a vida insiste em me dar

Fujo de minha realidade, sonho dentro

de meus pesadelos...

O outro sempre ali, no mesmo lugar

Assistindo, pacientemente, meus erros,

Como um bom amigo sofre comigo

nos momentos de agonia

Sempre enxugando minhas lagrimas,

Com um sorriso nos lábios

e o perdão nas mãos...