DESEJOS

Eduardo Baqueiro

 

Esta noite quero tocá-la sem pudor

Quero olhar-te maliciosamente, cheio de desejos

Quero invadir teus lábios como um louco alucinado

Quero sentir teu corpo frágil tremendo de tesão

Quero ouvir teus gritos de prazer

Quero ouvi-la implorar

para que este momento não termine

Vem minha menina

Diga que me deseja, 

que satisfaço seus mais íntimos desejos

Que sou o homem que você sempre desejou

Vem sentar no meu colo

Quero sentir teu corpo tremer

Ao contato com meu sexo

Quero ouvir esta voz rouca

contando seus segredos mais escondidos

Quero senti-la tão frágil, tão carente de mim

Quero ouvir tuas mais secretas confissões

Só assim posso me tornar o amante de teus desejos

Livre, solto e carinhoso para satisfazê-la

Somente assim serei seu menino

Somente assim serei feliz